Decisões que mudam a vida

Texto Base:

Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”.

Lucas 24:49

 

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.

Atos 1:8

 

Introdução

Este mês vamos falar das decisões que mudam a nossa vida. É provável que você já esteja pensando em uma decisão que você tomou ou que precisa tomar. Queremos por meio das ministrações deste mês, fazer com que suas decisões sejam assertivas e que possam honrar a Deus.

Nossas decisões podem determinar toda nossa vida.

É mais ou menos assim: existem dois caminhos. Dependendo do caminho que você escolher, outras portas vão se abrindo. Isso acontece em todas as áreas da nossa vida: social, profissional, sentimental, espiritual, ministerial…

Quer um exemplo? A parábola do filho pródigo nos mostra isso. Ele estava em casa e decidiu muda de vida e tomou um caminho e esse caminho abriu portas (vida promíscua, consumismo desenfreado, amigos interesseiros e um emprego que não o deixou feliz e um vazio na alma). Então, em tempo, ele decidiu tomar outro caminho: o caminho de volta. Encontrou a porta do perdão, da restauração e da comunhão. 

Tudo bem que a parábola contada por Jesus, faz parte de um conjunto de 3 parábolas (da ovelha perdida, da dracma perdida e a do filho que se perdeu devido suas decisões) com o mesmo objetivo: mostrar para os líderes religiosos da época que os pecadores eram tão amados por Deus quanto eles. 

Aplicação: Deus não nos ama por causa da nossa religiosidade. Deus nos ama porque Ele é Pai, por causa da sua bondade, graça e misericórdia.

Mas quero usar este exemplo, pois estou vendo a figura do filho pródigo na vida de cristãos. Tomando decisões, fazendo escolhas que estão afastando do Pai, da Sua vontade e quando se afasta do Pai, se afasta da Sua presença.

E esta decisão está afetando a vida, a família, a igreja.

Estamos esquecendo que nossas decisões determinam o nosso fim.

Por isso, Deus nos chama a olharmos para nós (examine a si mesmo), mesmo estando na igreja, servindo a igreja, se o nosso coração está avidado por Ele e pelas coisas Dele ou que está aquecendo nosso coração, a nossa vida?

 

 Desenvolvimento

Estudando a história de alguns cristãos (John Wesley, Spurgeon), eles escolheram e experimentaram uma vida avivada por Deus. É impossível não se entusiasmar com suas vidas consagradas desses homens e não desejar os mesmos resultados por eles obtidos.

Havia na vida deles um comprometimento com a santidade.

Quando eu olho para a santidade de Deus, eu vejo quem eu sou – um pecador clamando pela graça de Deus porque a santidade de Deus revela o meu pecado). Mas a santidade de Deus me impulsiona abrir mão da deformidade do meu caráter para ser igual a Jesus. (Ele sabia se relacionar, sabia até onde podia ir, não abria mão dos seus princípios).

Havia também o comprometimento com a salvação das vidas perdidas.

John Knox: “Dá-me a Escócia ou eu morro!”.

Whitefield: “Se não queres dar-me almas, retira a minha!”.

John Bunyan: “Na pregação não podia contentar-me sem ver o fruto do meu trabalho”.

Matheus Henry: “Sinto o maior gozo em ganhar uma alma para Cristo, do que em ganhar montanhas de ouro e de prata, para mim mesmo”.

John Sttot disse – Antes de mandar a igreja para o mundo, Cristo mandou o Espirito Santo para a igreja.

Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”. Lucas 24:49

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. Atos 1:8

Esta mesma promessa tem que ser observada hoje.

Para que não haja dúvida, Pedro pregou em Jerusalém ao perceber o derramamento do espirito,

Esta promessa é pra vós, vossos filhos, para os que ainda estão longe, para todos que Deus chamar. At.2:39

Ele está conosco, ele está em nós.

O derramamento do Espírito Santo nunca cessou. As decisões são nossas! De querer ou não termo uma vida avivada por Ele. 

Estamos sendo avivados por quem? Ou pelo o que? Estamos nos enchendo de que?

 

a) Nem toda festa, nem todo barulho, nem todo movimento tem a presença de Deus

“Faça para nós deuses que nos guiem, porque não sabemos o que aconteceu com esse Moisés que nos tirou do Egito” (At 7,40).

Como pode a criatura criar o criador? Queriam reduzir Deus a um deus manipulável.

Aplicação: estamos querendo manipular Deus. Deus não é teu servo. ELE É O TEU SENHOR!

Aplicação: sacrifique-se por aquilo que vale a pena! Por aquilo que honra a Deus e não tira Deus do seu devido lugar.

Aplicação: Se não houver a presença de Deus em nossa vida, na vida da igreja, tudo será inútil.

A única maneira de impactar o mundo e sermos cheios do Espirito Santo

Precisamos preparar nossas vidas, se é que queremos ter uma vida, uma igreja avivada, apaixonada por Deus,

Muitas coisas precisam ser concertadas em nossas vidas.

Precisamos ser inflamados por Deus.

 

b) O convite de deus

Deus convida o seu povo e não o mundo.

Vida avivada não é para o mundo é para nós, que somos a Sua igreja.

Jesus antes de subir aos céus disse aos discípulos: Permanecei na cidade até que do alto sejam revestidos de poder..

Os discípulos escolheram a Obediência, perseverança

A água cai é sobre o sedento.

Se não formos homens e mulheres de oração, não seremos boca de Deus

É impossível ter uma vida avivada sem oração.

 

c) A resposta ao convite de Deus

Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava. Atos 2:4

Eles já eram convertidos. Já tinham o Espirito Santo.

Mas ainda não estavam cheios do Espirito Santo.

Uma coisa é ter o Espirito santo, outra coisa é o Espírito Santo ter você.

Uma coisa é ser habitado pelo Espírito Santo, outra coisa é ser cheio do Espírito Santo.

Não há cristianismo sem poder. Jesus não abriu mão deste poder.

Ao ser batizado Jesus recebeu poder, foi levado para ser tentado e lá no território do inimigo, venceu através da palavra, oração e jejum.

Jesus disse: O Espirito do Senhor está sobre mim. Porque me ungiu pregar libertação, e quebrar cadeias para restaurar os corações…..

Poder não é para exaltação do homem, mas para cumprir seu papel para proclamar o evangelho com poder e salvar vidas.

Poder pra que? Para pregar, perdoar

Poder para experimentar o extraordinário de Deus.

At. 3 – Pedro e Joao vão orar.. Pedro disse olha para nós. (ser exemplo) Na hora de realizar o milagre… Em nome de Jesus o Nazareno, levanta e anda.

 

d) Resultado

Ajuntamento de pessoas.

Deus atrai as pessoas

 

CONCLUSÃO

 Jesus já subiu, o Espírito Santo veio sobre nós.

Por que você ainda não recebeu esta visitação poderosa de Deus?

Talvez por que Jesus não esteja no trono, no centro do seu coração. Sua vida precisa ser avivada por Deus.

A decisão é sua!

Concluo voltando a parábola contada por Jesus: A dracma estava na casa, mas estava perdida. Quando ela foi achada, houve festa.

Jesus morreu para que tivéssemos vida.

E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 2 Coríntios 5:15

Decida ter uma vida avivada pelo Espírito Santo.