Moisés, um homem de fé que agradou a Deus e obteve a Sua presença

Texto Base:

Depois ordenou o Senhor a Moisés: “Saia deste lugar, com o povo que você tirou do Egito, e vá para a terra que prometi com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: Eu a darei a seus descendentes.

Mandarei à sua frente um anjo e expulsarei os cananeus, os amorreus, os hititas, os ferezeus, os heveus e os jebuseus.

Vão para a terra onde manam leite e mel. Mas eu não irei com vocês, pois vocês são um povo obstinado, e eu poderia destruí-los no caminho”.

Quando o povo ouviu essas palavras terríveis, começou a chorar, e ninguém usou enfeite algum.

Isso porque o Senhor ordenara que Moisés dissesse aos israelitas: “Vocês são um povo obstinado. Se eu fosse com vocês, ainda que por um só momento, eu os destruiria. Agora tirem os seus enfeites, e eu decidirei o que fazer com vocês”.

Por isso, do monte Horebe em diante, os israelitas não usaram mais nenhum enfeite.

Moisés costumava montar uma tenda do lado de fora do acampamento; ele a chamava Tenda do Encontro. Quem quisesse consultar a Deus ia à tenda, fora do acampamento.

Sempre que Moisés ia até lá, todo o povo se levantava e ficava de pé à entrada de suas tendas, observando-o, até que ele entrasse na tenda.

Assim que Moisés entrava, a coluna de nuvem descia e ficava à entrada da tenda, enquanto o Senhor falava com Moisés.

Quando o povo via a coluna de nuvem parada à entrada da tenda, todos prestavam adoração de pé, cada qual na entrada de sua própria tenda.

O Senhor falava com Moisés face a face, como quem fala com seu amigo. Depois Moisés voltava ao acampamento; mas Josué, filho de Num, que lhe servia como auxiliar, não se afastava da tenda.

Disse Moisés ao Senhor: “Tu me ordenaste: ‘Conduza este povo’, mas não me permites saber quem enviarás comigo. Disseste: ‘Eu o conheço pelo nome e de você tenho me agradado’.

Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eu te conheça e continue sendo aceito por ti. Lembra-te de que esta nação é o teu povo”.

Respondeu o Senhor: “Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso”.

Então Moisés lhe declarou: “Se não fores conosco não nos envies.

Êxodo 33:1-15 

 

Introdução

Muitas vezes, para termos acesso a alguns lugares, nós temos que apresentar algum tipo de comprovante ou credencial. Por exemplo: para assistir a um filme no cinema, você precisa comprar e entregar o ingresso; para entrar em um ônibus ou avião, você tem que mostrar a passagem; se trabalha em uma empresa de grande porte, precisa apresentar o crachá na portaria.

Esses e outros lugares não têm livre acesso e se desrespeitarmos as regras de entrada podemos causar muitos transtornos. Não é o que acontece em relação ao homem e Deus.

Deus deseja que todos nós tenhamos acesso a Ele pela fé, e por isso Ele fez algo maravilhoso: Ele nos enviou Seu próprio Filho Jesus para ser o sacrifício pelos nossos pecados e fazer de nós novas criaturas afim de que possamos viver também pela fé e não por vista.

Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos. II Co.5:7

Desenvolvimento

Desde o Antigo Testamento, Deus já desejava que o seu povo vivesse pela fé, ou seja, acreditasse Nele e não olhasse para as circunstâncias. Ler: Êxodo 33:1-15.

Parte do povo de Israel chegou à conclusão do quanto a presença de Deus era tudo, só depois que a perderam.

Os versículos de 2 a 4 mostram que essas pessoas tinham dura cerviz, ou seja, não aceitam ordens, eram desobedientes, teimosos.

Quantas vezes queremos viver na presença de Deus e somos desobedientes, teimosos e sem fé.

Ex: Deus diz: faça assim, e a gente não faz.

Precisamos buscar a valorizar a presença de Deus, pois só com ela entenderemos os propósitos de Dele, conheceremos a Sua vontade, realizaremos, conquistaremos, receberemos o que o Senhor nos prometeu. (eu creio nas promessas de Deus! Eu creio que Ele tem promessas)

 

O QUE A PRESENÇA DE DEUS CAUSA NA NOSSA VIDA

1) A presença de Deus nos traz descanso (versículos 13 e 14)

Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eu te conheça e continue sendo aceito por ti. Lembra-te de que esta nação é o teu povo’.

Moisés estava angustiado com a situação do povo, que era rebelde e não conhecia a Deus.

Mas, em meio à angústia e necessidade, a presença de Deus traz descanso à alma.

Respondeu o Senhor: ‘Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso’.

Jesus disse: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve” (Mateus 11:28- 30).

Aplicação: A presença de Deus é real em nossas vidas. Creia, Ele traz Descanso.

 

2) A presença de Deus nos tira do Egito e nos leva para a terra prometida

Moisés creu que a presença do Senhor estaria com Ele e com o povo de Israel para tirá-los do Egito.

Egito é lugar de sofrimento, é um lugar onde pessoas deixam de crer.

Em Deuteronômio 4:37,38 está escrito: “Porque amou os seus antepassados e escolheu a descendência deles, ele foi em pessoa tirá-los do Egito com o seu grande poder, para expulsar diante de vocês nações maiores e mais fortes, a fim de fazê-los entrar e possuir como herança a terra deles, como hoje se vê”.

Egito – deserto – terra prometida.

Percebam que há um espaço entre o Egito e Canaã. Por quê? Porque precisamos atravessar o deserto? Para que as coisas do mundo sejam tiradas de nós.

Não podemos sair da escravidão e ir diretamente para a terra prometida. Veja o por quê: Dt.8:1-7

Para nos humilharmos e provarmos.

Humilhação aqui é o ato de reconhecer quem nós somos e que Ele é.

Provar para mostrar a intenção do nosso coração.

Para cumprir a sua promessa.

Que promessa!

Mas antes da promessa, antes da terra prometida, há um deserto.

A presença do Senhor é real no deserto.

 

3) A presença de Deus nos traz respostas

Êxodo 14:13-16

 

4) A presença de Deus nos traz proteção

Êxodo 14:21,22

 

5) A presença de Deus nos traz alegria

Ex.14:31; 15:1-3

Conclusão

Mas eu não estou sentindo ou não estou na presença de Deus.

Mas posso te afirmar com certeza que, só porque você não está sentindo a presença Deus, não quer dizer que Ele não esteja com você! Ele prometeu que nunca te deixará e tudo o que Ele deseja é completar a boa obra que começou na sua vida (Fp 1:6).

Você só precisa ter bom ânimo para recomeçar, não desistir e não depender dos sentimentos para obedecer a Deus, pois “o justo viverá pela fé” (Hb. 10:38).

Antes de tudo, quero falar sobre alguns motivos que nos tornam frios espiritualmente. Muitos de nós acostumamos com a vida cristã e paramos de crescer. Deixamos de acreditar na Bíblia e escolhemos viver de uma forma mais “light” para agradar aos outros. Lembre-se: “são as pequenas pedras que nos fazem tropeçar e não as montanhas”.

A frieza espiritual vem quando alimentamos os desejos da carne e aceitamos alguns pecados que antes tínhamos abandonado.

É preciso entender que a rotina nos faz perder a essência e com isso deixamos de experimentar a graça de Deus, a presença de Deus e manter nossa fé.