.V.Leitura Bíblica: Lc 22:24-30

Depois, começaram a discutir entre si qual deles era o mais importante. 25Jesus lhes disse: “Neste mundo, os reis e os grandes homens exercem poder sobre o povo e, no entanto, são chamados de seus benfeitores. 26Entre vocês, porém, será diferente. Que o maior entre vocês ocupe a posição inferior, e o líder seja o servo. 27Quem é mais importante, o que está à mesa ou o que serve? Não é aquele que está à mesa? Mas não aqui! Pois eu estou entre vocês como quem serve.
28“Vocês permaneceram comigo durante meu tempo de provação. 29E, assim como meu Pai me concedeu um reino, eu agora lhes concedo o direito de 30comer e beber à minha mesa, em meu reino. Vocês se sentarão em tronos e julgarão as doze tribos de Israel”.

I. Introdução:
Lucas anuncia um reino invertido. Logo no início do livro, vemos Jesus rejeitando a “autoridade” e “glória” dos reinos do mundo.

Os evangelhos asseveram que Jesus não tem autoridade política e nem treinamento de um escriba, mas ele tem autoridade dos céus: Ele ensina com autoridade, tem autoridade sobre os espíritos imundos, tem autoridade sobre as doenças, sobre a morte.

A multidão reconhece sua autoridade, o centurião reconhece sua autoridade. Hoje vamos conversar sobre um dos princípios desse reino: O servir.

Faz parte da visão da igreja: “enxergamos uma igreja que vive os propósitos de Deus: servindo um ao outro e ao corpo de Cristo, com o entendimento de ser esta a natureza de Deus”. Vejamos então alguns princípios encontrados nesta porção da Palavra de Deus sobre “O Reino de Servos”:

II. Desenvolvimento:

V.24 Depois, começaram a discutir entre si qual deles era o mais importante. Uma discussão sobre “quem é o maior”: Lucas relata o acontecimento no dia da última ceia que Jesus tem com seus discípulos.

Talvez a discussão tenha sido gerada por causa do “lava pés”, mas o momento decisivo da história dos homens está prestes a acontecer, daqui a pouco Jesus vai morrer e eles preocupados com esses detalhes. Isso seria hora?

 

• Como é o sistema de governo humano (Reino):

V.25 Jesus lhes disse: “Neste mundo, os reis e os grandes homens exercem poder sobre o povo e, no entanto, são chamados de seus benfeitores.

(Exemplificar com a teoria de Rosseau em seu Contrato Social: O homem é inicialmente bom, mas foi corrompido, nasce livre, mas entrega sua “liberdade” para conseguir viver em sociedade e estabelece um “contrato social”: uns governam, outros escolhem seus governantes, participam da elaboração das leis, fiscalização.

E com a teoria de Thomas Robes: O homem é o lobo do homem. Ele é mal, sua natureza é má, individualista e para obter o melhor para si (e os seus) ele é capaz de provocar guerras. E pra ele se defender do outro, precisa da intervenção do Estado para governar e dar limites à maldade do homem).

 

• Como é o sistema do governo (Reino) de Cristo:

V. 26 Entre vocês, porém, será diferente. Que o maior entre vocês ocupe a posição inferior, e o líder seja o servo.
Jesus está invertendo a hierarquia? Não! Jesus está acabando com ela. O que ele está querendo dizer é: Todo mundo é o maior, em meu reino não existem pessoas pequenas. Pessoas diferentes têm dons diferentes empregos diferentes, responsabilidades diferentes. No entanto, o povo do reino trata os outros e suas contribuições com dignidade, igualdade e respeito, reconhecendo que aos olhos de Deus não há pessoas pequenas. Todos são importantes.

 

• O exemplo de Cristo:

V. 27 Quem é mais importante, o que está à mesa ou o que serve? Não é aquele que está à mesa? Mas não aqui! Pois eu estou entre vocês como quem serve.
Cristo é reconhecido como servo pelos profetas e Salmos (Is. 52:13- 53:12);
Cristo se reconhece como servo (Jo. 13: 15-17)
Cristo é reconhecido como servo após sua morte e ressurreição (Fp. 2:7)

 

• Quem são os súditos desse reino:
V. 28 “Vocês permaneceram comigo durante meu tempo de provação. Os súditos são aqueles que estão com Cristo.

 

• As responsabilidades como súditos desse reino:
V. 29: “Agora confiro a vocês a autoridade real que meu pai conferiu a mim”
Reinar como Cristo reinou: servindo com amor, agora é nossa responsabilidade servir com ele.

 

• A finalidade do reino:
V. 30: “Para que eu possa comer e beber na minha mesa no Reino e ser fortalecido enquanto vocês assumem responsabilidades em meio ao povo de Deus”.

Deus nos convida a fazer parte da sua missão de redimir o mundo. (Falar que Isaías diz que o servo verá o fruto do seu penoso trabalho e se alegrará)

Quais são as nossas responsabilidades num reino de servos?

Onde devemos servir?
o Em nossa família

o Como Corpo de Cristo (crescemos quando todos exercem os seus dons)

o Como Igreja enviada ao mundo (Anunciem este reino- Mt. 10:7) para servi-lo em suas necessidades.(Abençoando com seus dons e profissão)

 

III. Conclusão:

Temos a natureza de Deus, ele serviu por amor e nós vamos servir por amor. Diante disso, não se ocupe demais com aquilo que te impede de servir, tenha equilíbrio. Segundo se diz, Napoleão teria declarado: “Alexandre e eu fundamos nossos impérios pela força.

Jesus fundou o seu sobre o amor. E até hoje milhares de pessoas se dispõem a morrer por ele”. Servir por amor funciona. Servir por amor deixa legado. Sabe por que pessoas estão dispostas a morrer por ele? Porque seu serviço terminou na cruz, Isaías já dizia que o servo derramaria sua vida em oferta pela nossa culpa.

Sirva com amor e com equilíbrio em sua família, na missão que Deus confiou a você no mundo. Sirva na igreja.

Venha fazer parte desse reino de servos!!! Como fazemos para fazer parte desse reino? Reconhecendo que Jesus é o único que pode nos salvar dos nossos pecados.