Salmos 103: 17.18

17. Mas o amor leal do Senhor, o seu amor eterno está com os que o temem, e a sua justiça com os filhos dos seus filhos,

18. com os que guardam a sua aliança e se lembram de obedecer aos seus preceitos.

Deuteronômio 4: 9

9. Apenas cuidado! Muito cuidado, para que vocês nunca se esqueçam das coisas que os seus olhos viram; conservem-nas na memória por toda a sua vida. Contem-nas a seus filhos e a seus netos.

Salmos 37: 4

4. Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração.

Marcos 5


Introdução

Estamos falando sobre algo muito importante para a nossa vida, nosso crescimento, amadurecimento e frutos. Temos aprendido que podemos nos OCUPAR DEMAIS com algumas coisas que nos atrapalham ou nos impedem de cumprir os planos de Deus, pois traçamos nossos planos e com a força do nosso braço queremos ser bem sucedidos. Hoje, falaremos sobre “Ocupado demais para valorizar minha Família.” Aprendi nesses meus 30 anos (de casado) que não se valoriza a família apenas com palavras, mas com tempo disponível e atitudes. Aprendi também que “Nenhum sucesso justifica o fracasso na família.”

Desenvolvimento

Embora cristãos, não estamos imunes aos estragos que podem ocorrer em nossa família. Como criador amoroso do mundo em que vivemos, dos seres humanos e da família, Deus sabe do que precisamos para viver bem. E Ele fez tudo para o nosso bem.

Vivemos num mundo governado por certas leis naturais, leis da física. Mesmo que você não entenda nada de física, como eu, garanto que já ouviu falar na lei da gravidade. Da mesma forma que criou as leis físicas, Deus estabeleceu leis espirituais que têm suas funções definidas na boa ordem das coisas da alma e do espírito e as revelou em Sua Palavra, o nosso Manual Diário.

Para viver bem como pessoas e como famílias, precisamos respeitar as leis espirituais e obedecê-las.

As leis espirituais são confiáveis, imutáveis e inabaláveis. Se quisermos famílias fortes e equilibradas, temos de buscar o que Deus diz ser bom e fazer o que Ele ensina. Mas o amor leal do Senhor, o seu amor eterno, está com os que o temem e a sua justiça com os filhos dos seus filhos, com os que guardam a sua aliança e se lembram de obedecer aos seus preceitos. Salmos 103:17-18

I – O projeto de Deus – Quando Deus criou o homem e a mulher, Ele os fez iguais em sua essência, mas diferentes em função, para viverem em comunhão perfeita com seu Criador (papéis invertidos, desiquilibram tudo). Eu preciso valorizar a minha responsabilidade na minha família.

Quais são? Encontramos na Bíblia três afirmações referentes a cada elemento da família. São elas a forma como Deus nos revela Seu plano original para o relacionamentos entre marido e esposa, entre pais e filhos. (família equilibrada).

a) O marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja. Ele vai a frente, provendo e protegendo.

b) A esposa é a ajudadora do seu marido.

c) Os filhos são bênção e herança do Senhor Deus.

Se gastar todas as minhas energias no trabalho, na igreja, etc, chegarei em casa cansado, sem nada mais para minha família. Minha família precisa de mim no auge do meu desempenho.

II – Considere sua família e sua responsabilidade nela como algo importante e não urgente

Quando não sabemos quais são nossas prioridades.

Quando não sabemos o que é importante ou urgente.

Priorizar significa decidir o que é mais importante, colocar em primeiro plano, quais tarefas, atividades, metas ou diretrizes deverão ser seguidas ou implementadas. Significa também decidir qual a sequência das tarefas a serem realizadas.

Importante: A grande questão é quando uma atividade importante pode se tornar urgente. Ela se torna urgente quando não atentamos para seu prazo, ou ainda, quando postergamos seu início até a última hora.

Agora percebemos porque muitas tarefas ou atividades se tornam urgentes, porque elas passaram da hora de executar.

Apenas cuidado! Muito cuidado, para que vocês nunca se esqueçam das coisas que os seus olhos viram; conservem-nas na memória por toda a sua vida. Contem-nas a seus filhos e a seus netos. Deuteronômio 4:9

III. A nossa felicidade precisa ser construída a partir de um lar equilibrado.

Meu objetivo na vida não é ficar rico, mas ser rico – no ministério, na fé, na família, no casamento e na paz.

a) A felicidade não é um lugar aonde se vai, mas uma maneira como se caminha.

A Palavra de Deus diz: “Agrada-te do Senhor e ele satisfará os desejos do teu coração” (Sl 37.4).

b) A felicidade é construída em família.

c) As pessoas mais felizes são aquelas que entenderam que a felicidade precisa ser centrada na família.

CONCLUSÃO

Um dia Jesus se encontrou com um homem chamado Jairo. Não sei qual o valor que ele dava a família. A bíblia apenas fala que ele era o principal da sinagoga. Provavelmente eles se conheciam, até pelo diálogo que houve.

Sua família estava passando por um momento difícil. A filha estava doente, quase morrendo. Não sei se começou com uma simples dor de cabeça que não foi dada a devida atenção.

Jairo então vai até Jesus e pede ajuda. Estava dando valor à sua família.

Como está sua família? Qual o valor que você está dando a sua família? Estão felizes e construindo a felicidade?

A Felicidade não é o fim. É o meio.

Você está desempenhando bem o seu papel como marido, esposa, pai, mãe, filho, filha? Dando o seu devido valor?

“Jesus um dia disse aos discípulos: Sem mim, nada podem fazer.”

Jesus está desejoso que a sua casa seja como a casa do justo: GRANDE TESOURO = abençoada, farta, cheia de vida e abundante (Provérbios 15.6a).

Valorize sua casa, valorize o que Jesus fez por você e deseja fazer.

Na casa do justo há um grande tesouro, mas nos ganhos do ímpio há perturbação. Provérbios 15:6