Transformado pela Provação

Texto Base:

Foi bom para mim ter sido castigado, para que aprendesse os teus decretos.

Salmos 119:71

 

Introdução

Temos sido ministrados a respeito dos propósitos que Deus tem para nossas vidas. Propósito é a razão pela qual algo é criado e existe, é o resultado desejado pelo fabricante. Fomos planejados e criados para sermos semelhantes a Jesus.

O Senhor diz em sua palavra que os seus planos não serão frustrados. Rm 8.29 “Deus já sabia o que Ele faria desde o início.

Ele decidiu desde o príncipio moldar a vida daqueles que o amam com os mesmos parâmetros da vida de seu filho. Nele, (Jesus) vemos a forma original planejada para nossa vida.

A proposta hoje aqui é falar ainda que de forma breve sobre os processos que o Senhor permite que passemos para alcançar esse propósito. Tudo inicia com o novo nascimento.

Ef. 4:22 O novo homem foi criado para ser semelhante a Jesus.

O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus. I Co 2:14.

 Desenvolvimento

1-As provações teem o propósito de nos aproximar do Senhor. É durante os períodos de sofrimento que aprendemos a fazer as orações mais sinceras, autênticas e honestas a Deus e alcançamos o seu coração.

Durante as provações, quando o sofrimento nos leva a prostrar de joelhos em oração ao Senhor. Significa que o sofrimento nos estão fazendo mai bem do que mal.

2- As adversidades nos dão a oportunidade de aprender a depender de Deus ao invés de confiar em nós mesmos. Um exemplo marcante dessa verdade vem em Atos 27 a viagem do Apóstolo Paulo á Roma.

3- Benefícios das provações. Aperfeiçoar em nos os valores que estavam presentes em Cristo: – Perserverança – Paciência – Experiência – Esperança

 

Conclusão

Você sabe que está amadurecendo quando começa a perceber a mão de Deus nos acontecimentos, nas circunstâncias de vida aparentemente sem sentido.

Não importa o que aconteça, você pode se alegrar no amor, na atenção, na sabedoria, no poder e na fidelidade de Deus. Ele passa pelo sofrimento conosco, porque não servimos a Deus indiferente que se mantém longe de nós.

Ao contrário, Ele participa de nosso sofrimento. Deus jamais nos deixará sozinhos. Recuse-se a desistir.